quarta-feira , 23 abril 2014
Escolas mudam o calendário para 2014 em razão da Copa

Escolas mudam o calendário para 2014 em razão da Copa

Escolas da região estão fechando o calendário escolar de 2014, ano da Copa do Mundo, para se adequar às mudanças anunciadas pela Secretaria da Educação do Estado, no dia 18.
A alteração proposta visa deixar os estudantes em casa durante os jogos, para evitar que faltem nas aulas.
O cronograma prevê início das aulas na rede estadual em 27 de janeiro e o adiantamento das férias de inverno para o período de 12 de junho a 11 de julho.
A secretaria garante que os 200 dias letivos previstos por lei serão mantidos e que os estudantes não vão sofrer nenhum prejuízo curricular.
Neste ano, o recesso escolar começa na segunda quinzena de dezembro. O recesso dos professores será de 13 a 20 de outubro de 2014.

Particulares. Quanto às escolas particulares, parte delas deve manter o calendário atual, apesar da proposta feita pelo Siesp (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino no Estado de São Paulo) e Fepesp (Federação dos Professores do Estado de São Paulo).
Segundo a sugestão, que pode ou não ser adotada, os 30 dias das férias de julho são mantidos.
“Como escola particular, consultamos o Siesp para fazer da forma mais adequada. Estudamos liberar ou não os alunos nos jogos do Brasil”, disse a diretora do Instituto São José, Irmã Lúcia Maistro.
Em São José, a Secretaria de Educação informou que o calendário de 2014 para a rede municipal ainda está sendo definido.
O tema tem gerado opiniões divergentes. “É importante que o estudante participe de todas as formas possíveis dessa Copa, vendo pessoas de outros países, compartilhando cultura. Mantê-lo na escola é mantê-lo prisioneiro na sua própria festa”, disse a professora Karen Assis.
“Os professores vão ter de correr para que as atividades sejam cumpridas dentro do prazo”, diz o professor Leonardo Santos.
“Em nenhum momento a Fifa deveria ter direito de interferir nas questões nacionais, como a educação”, diz o conselheiro da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo) Adriano de Assis.
“Um período que era para ser de descanso dos alunos terá de ser alterado”, disse a pedagoga Elize Pires.
“Prefiro que as crianças compensem esses dias em outra época do que não ter aula por causa de jogo do Brasil”, diz a mãe de estudante Mara da Silva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


5 − = quatro

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>